Olá!

Mais um Vida Literária aqui no blog! A escolha de Junho foi da Raíssa. Lembrando sempre que o projeto consiste em que eu, a Raíssa (O Outro Lado da Raposa) e a Ana (EC&M) leiamos um mesmo livro, o comentemos e tragamos a resenha. Esse mês, devido ao TCC, o debate não rolou como gostaríamos e o post atrasou. Porém, antes tarde do que nunca. Desfrutem de Mar da Tranquilidade, de Katja Millay.


Mar da Tranquilidade começa com a jovem Nastya Kashnikov chegando em sua nova escola. Ela perdeu a coisa que mais amava na vida. Perdeu não, lhe foi tirado. Ela vai morar com sua tia Margot, longe de seus pais, que moram em Brighton, Inglaterra. O fatídico dia de Nastya foi há dois anos e meio, mas, desde então, ela mudou completamente. Não fala e gosta de estar isolada.

Josh Bennett também é aluno dessa escola. Ele também não é de falar, gosta mesmo é de ficar na oficina de carpintaria. Josh também têm suas tragédias: só tem o avô no mundo. Sua mãe e irmã foram mortas quando ele tinha oito anos. Seu pai morreu do coração alguns anos depois. Desde então, só tem o avô e a carpintaria. Como seu nome é sinônimo de morte, e vive isolado do resto da escola.

Josh e Nastya vão se cruzar pela primeira vez na aula de carpintaria. Eles são bem diferentes: ele anda como um jovem de sua idade, ao passo que ela mais parece uma prostituta, com roupas curtíssimas e muita maquiagem, além de um salto muito alto. Mas, ainda assim, uma relação vai começar. Graças às corridas dela e as construções de madeira dele, um lindo sentimento vai nascer.

Porém, Nastya ainda tem na mente tudo o que lhe aconteceu aquele dia. Por isso, vive em algo que eu chamaria de "autodestruição", pois quer ficar longe de tudo e todos e não cogita sequer uma amizade. Além disso, ela precisa lidar com alguns colegas de classe, como Drew, amigo de Josh e o "pegador", Kevin, o idiota e Ethan, que a assedia, além de Sarah e Tierney, as patricinhas. Será que Nastya superará seu trauma, seja ela qual for? E Josh, será que vai se abrir para Nastya?

Quando a Raíssa escolheu esse livro para o Vida Literária desse mês, eu não tinha nenhuma expectativa nesse livro. Cheguei a ler algumas resenhas há algum tempo, mas não me lembrava da sinopse. Sem querer ofender, mas foi uma leitura dispensável. Não me senti atraída à história tampouco aos personagens.

Nastya sofreu um puta trauma quando tinha apenas 15 anos. Perdeu boa parte da juventude. Até aí, realmente algo muito triste. Mas ela não faz por onde superar o ocorrido, pelo contrário, fica remoendo por dentro, se autodestruindo, piorando sua situação. Não consegui criar empatia por ela. Em dado momento, nem me interessava mais saber se ela ia ficar com Josh, só queria mesmo saber o que fizeram com ela.
Já Josh faz parte daquela raça que odeio com toda a força do meu ser: gente sonsa. Ele também tem sua história - que não é segredo pra ninguém - e é triste. Mas ele se faz de coitado, mesmo ele tocando a vida. Fiquei mais preocupada com o avô dele que estava doente do que eu deveria ficar caso ele descobrisse o que aconteceu com Nastya. Um completo chato, mas que pelo menos sabe fazer umas mesas legais.

Dá pra ver que Josh e Nastya, cada um a seu modo, são antissociais. Mas eles são muitos chatos! Ficam de frescura, principalmente ela, que quer se manter longe de todos - e até consegue, tendo em vista que ela não fala, mas, ao passo que ela se faz de forte, ela quer mostrar justamente o contrário: que ela está desesperada. Josh também não está tão bem: paga de independente, mas se pudesse, se misturaria com todos, mas prefere ficar em sua garagem mexendo com madeira.

Dois jovens de apenas 17 anos (mesmo Josh já sendo emancipado), com histórias cruéis, mas que não convencem. Mesmo logo no prólogo a Nastya já solta a primeira bomba - o que realmente aconteceu ela só revela nos acréscimos - a história em si até tentou sair do clichê, mas no fim acabou saindo uma história maçante, cujo único objetivo real (pra mim) foi desvendar o que aconteceu com Nastya. 

Como eu li a edição digital, não tenho muito o que comentar sobre edição e revisão. Só me declino pra dizer que a capa é bem bonita, ela tem muito a ver com a história, muito mesmo. Precisei ler pra entender, porque, assim de cara, a ilusão de ótica não revela. Segundo os agradecimentos, esse é o primeiro romance da Katja. Por ser um livro de estreia, é muito bem escrito, mas, pra mim, não funcionou. Esse casal não me arrancou suspiros.

Claro que essa é minha opinião, mas ainda assim recomendo pra você que quer fugir do mais do mesmo. A premissa é diferente, então vale a pena sim conhecer a obra da Katja, afinal, é sempre bom conhecermos novas escritas - sem falar que nossos pontos de vista serão bem diferentes...

A autora soube colocar em perspectiva a vida de dois jovens que sofreram além de suas cotas e encontraram jeitos diferentes de lidar com a dor. Mas que, ao longo da narrativa encontram um no outro refúgio e esperança. O livro, de modo geral, me lembrou bastante algo que a Colleen Hoover escreveria, quando lemos a sinopse não imaginamos a carga emocional que contém na estória e o quanto ela irá mexer conosco. Quem gosta de um bom romance com drama intenso vai gostar muito de Mar da Tranquilidade. É uma estória que representa que o mal existe no mundo, mas também há esperança e beleza, basta nos darmos a chance de enxergar. Raíssa, O Outro Lado da Raposa

Mar de Tranquilidade foi uma leitura diferente para mim. Não esperava esse tipo de enredo e não estava no clima certo para a história, o que infelizmente influiu a minha leitura. Porém, é nítido que a autora escreve muito bem e soube tratar sem muito mimimi sobre temas densos e principalmente sem cansar o leitor. Foi uma leitura agradável. Ana, Entre Chocolates e Músicas

A próxima escolha é minha e eu escolhi O Segredo dos Seus Olhos, do Eduardo Sacheri, por motivos de: hora de tirar as meninas da zona de conforto. Sim, eu vi o filme com o Ricardo (lindo) Darín - inclusive falei dele aqui no blog (resenha aqui) - e se eu amei o filme, creio que o livro seja ainda melhor, porque penso assim...

Post participante do:


29 Comentários

  1. Olá
    É realmente muito chato quando os personagens não colaboram com a história, a vida está lá dando bola e eles simplesmente não querem, eu não gosto nem um pouco de autor que fica fazendo rodeio, li um assim esse mês. Começo e final bom, mas o meio foi só encheção. Tiste

    ResponderExcluir
  2. Olá, sua resenha ficou muito boa, consegui captar a essência dos personagens e básico do enredo. Romance não é um gênero que me atrai, eu sempre fico com a sensação de que as histórias são parecidas. Ansioso pela próxima resena, o filme com o Darin é sensacional, quero saber se o livro é tão bom quanto.

    ResponderExcluir
  3. Oiii Kamila, tudo bem?
    Eu amei a sua resenha, mas infelizmente a obra não despertou nenhum pouquinho o meu interesse, sendo assim pularei a dica.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Acho a premissa do livro muito boa, mas concordo que personagens quando não colaboram fica bem complicado, ainda eu que pego birra fácil.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  5. Fica difícil quando os personagens acabam empacando nas histórias fica difícil continuar lendo. Mas sua resenha está muito boa, mas dessa vez eu passo o livro.

    ResponderExcluir
  6. Oi linda,

    Esse livro eu compre e vendi.
    A sinopse não em atraiu e as resenhas acabaram com a minha vontade de lê-lo.

    Não estou no clima para drama.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ooi! Confesso que após ler sua resenha, nem tenho um pingo de interesse em ler esse livro e conhecer esses personagens >< Antes de ler toda a sua resenha, já não curti a ideia do livro, já que eu prezo muito pelo diálogo, e também após ler sua opinião, já vi que nem vou ter paciência para ler tudo com calma. Parabéns pela sinceridade e espero que o livro escolhido da vez seja uma boa leitura!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Vi as outras resenhas tem pouco tempo haha. E como falei lá, não tenho muito interesse nesse livro, ainda mais agora com sua resenha. Prefiro deixar de lado a ler um livro que vai me trazer ressaca =D
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Já li esse livro e amei, mas acho que depende do gosto de cada um, adorei a sua resenha por ser bem sincera e completa. =)

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oioi! Tudo bem?
    Sempre quis ler o livro Mar da Tranquilidade, mta gente elogia e nao sabia do que se tratava exatamente a historia.
    Agora que li a resenha, entendi mais da historia e to louca pra ler e saber dos rumos de cada personagem.
    Como eu gosto de um romance com drama intenso, vou adorar o livro.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  11. Olá Kamilla, nossa que pena que o livro não funcionou com você. Eu li várias críticas positivas, sempre tive vontade de ler. Só estou adiando, pois estou com os de parceria pra ler na frente.
    Gostei da sua sinceridade, mas ainda assim vou ler para saber um pouco mais do drama e dos mistérios por trás desses dois jovens.
    Amo a capa, fiquei curiosa de saber que existe um porquê.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Eu comprei este livro depois de ler tantas resenhas positivas sobre ele no ano de seu lançamento e depois. E fiquei com muita vontade de ler. Mas até agora nada. Confesso que é a primeira resenha que vejo sobre o livro que não o enche de elogios , e isso foi positivo para mim, pois assim, já não vou com a perspectiva lá em cima, e sim calma. Adorei o post, espero ler este livro em breve.

    beijos

    ResponderExcluir
  13. Oii!!!

    Eu também não curti muito a história mas achei a escrita da autora ok, eu espero que ela lance outra obra com menos drama.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Oii!!!

    Eu também não curti muito a história mas achei a escrita da autora ok, eu espero que ela lance outra obra com menos drama.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Livros envolvendo sofrimento e sobrevivência de jovens podem não ser originais, mas creio que são envolventes e chocantes, não cheguei a ler esse livro e por isso não posso falar da profundidade dos personagens ou se o enredo é bem trabalhado, mas creio que teria prazer com a leitura só pela temática tão profunda.

    De qualquer forma, gostei de sua resenha foi sincera e deu uma boa noção do que esperar do livro.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  16. AAA MDS. Esse livro está na minha lista já faz uns 3 anos e hoje ele está na minha estante esperando sua vez de ser devorado. Agora depois de ler sua resenha fiquei com medo. Eu também detesto personagens que se faz de coitado e não segue em frente, então realmente estou com medo de me decepcionar assim como aconteceu com vc.
    Espero de verdade ter uma opinião bem oposta a sua hahahahaha.
    Parabéns pela resenha e pela sinceridade.

    ResponderExcluir
  17. Poxa, que pena que o livro não funcionou para você... Mas vou te dizer, fico feliz por você ter lido e resenhado, pois ri horrores com seus comentários.

    "Já Josh faz parte daquela raça que odeio com toda a força do meu ser: gente sonsa." kkkkkkkkkkk Sério, minha cara escrever algo assim e amei ler essa sua opinião.

    Pelo que notei, a história também não ia rolar para mim. Provavelmente eu ficaria mais irritada do que encantada com os personagens. Lado positivo: achei a capa muito atrativa, limpa e direta.

    ResponderExcluir
  18. Ei, Kamila!
    Eu sou uma leitora muito chata pra romances. Só leio aqueles que foram muito bem recomendados, pq eu simplesmente detesto romance meladinho... Esse livro me intrigou pela capa, achei bem feita a ilusão das faces com o 'mar' de tinta e tal. Mas a sinopse não me agarrou, e eu li poucas resenhas (todas positivas, mas n me convenceram). O livro parece bom, mas se eu tiver vontade de socar o personagem o tempo inteiro, não vai rolar... rsrs... Já passei por romances assim, em que o protagonista me exasperava. Passarei a dica dessa vez. Bjs! Nu.

    ResponderExcluir
  19. Bom, assim como disse na resenha da Ana, fiquei curioso por saber quais as características do Josh pra você odia-lo tanto ahaha, além de ser sonso, nas suas palavras. Mas imagino que deve ser bom, ao menos por um lado ler coisas não nos agradam tanto e pelo que pude ver todas vcs concordam que a autora tem boa escrita, e isso é bacana certo!? Resenha bem interessante!

    ResponderExcluir
  20. Nossa, até hoje só tinha visto elogios a esse livro! Que pena que não funcionou para você, é tão triste quando o casal não nos arranca suspiros. Acho essa capa linda e fiquei feliz por saber que ela tem a ver com a obra. A premissa desse livro é mesmo diferente e ainda quero ler, espero conseguir fazer isso logo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  21. Oie!
    Eu já li esse livro, mas esperava mais dele. Não que não tenha gostado da história, mas sabe quando você lê o livro com alta expectativa e ele não te conqusita? Foi isso que me aconteceu com essa leitura.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  22. Oi Kamilla!!!

    amei a sua resenha, mas como esse não é um estilo que eu goste, provavelmente não leria.... preciso deixar de lado essas minha implicâncias e ler algo diferente!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  23. Oi Kamila, sua linda, tudo bem?
    Antes de mais nada não tem como resistir: essa capa é sensacional, dependendo da forma como olhamos, podemos ver duas coisas diferentes. É a única capa que eu conheço com esse efeito. Que pena que não conseguiu se envolver com os personagens, quando isso acontece a história não funciona para a gente. Mesmo assim, eu quero muito ler esse livro, tomara que eu consiga gostar. Gostei muito da sua sinceridade e da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  24. Oi! Nossa... esses personagens que "não querem viver" não ajudam muito :/
    Não é meu estilo de leitura e, ao que parece, vocês também não curtiram muito, apesar da história não ser ruim rsrs... uma pena. Boa Sorte na próxima leitura :D

    bjs - Sonhos em Tinta

    ResponderExcluir
  25. Olá, adorei a resenha, tenho o livro na estante, mas ainda não tive um tempinho de pegar pra conferir. Espero ler em breve.

    Abraços

    ResponderExcluir
  26. OOi
    Já vi esse livro por ai mas essa é a primeira resenha que leio, e simplesmente já quero haha
    A premissa está bem atrativa ao meu ver, me interessou bastante, espero ter a oportunidade de lê-lo.
    Ótima resenha!

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. OOi
    Já vi esse livro por ai mas essa é a primeira resenha que leio, e simplesmente já quero haha
    A premissa está bem atrativa ao meu ver, me interessou bastante, espero ter a oportunidade de lê-lo.
    Ótima resenha!

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Gostei da premissa do livro e gosto tbm quando foge da mesmice que vemos por ai ne. Acredita que eu vi essa capa milhares de vezes mas só agora notei que os rostos se formam através da tinta que escorre no chão? Kkk como sou desatenta rs. Beijos.

    ResponderExcluir
  29. Olá, tudo bem?
    Esse livro está na minha lista já faz um tempo, mas a real é que a minha vibe não está para ele no momento. Quem sabe mais p/ frente.
    Sua resenha ficou legal e eu entendo perfeitamente quando os personagens deixam a desejar.
    Espero que as próximas leituras seus suspiros sejam dobrados hahahaha, é tão gostoso quando pegamos um livro assim, né?
    Abraços
    http://www.viciadosemleitura.blog.br/

    ResponderExcluir

Olá!!

Fortaleça este humilde blog, deixe seu comentário e seu link para eu retribuir sua visita!

Se quiser, entre em contato através do email resenhaeoutrascoisas@gmail.com :)