Olá!

Rapidinho: hoje sai o resultado da seleção de blogs parceiros que lerão e resenharão meu primeiro livro, o Segunda Chance. Então, se você se inscreveu na parceria, corre nas redes sociais do blog pra conferir se seu nome está lá!

Agora sim! Mais uma semana começando e, como vão vocês? Bem, o livro de hoje é empoderador, representativo, nacional, maravilhoso e é o único instrumento possível de amor! Amor Plus Size é o primeiro livro da Larissa Siriani que leio, a quem posso me dar ao luxo de dizer que tenho a honra de dizer que conheço pessoalmente e é um ser iluminado e maravilhoso, assim como a Mai, que veio ao mundo para te desconstruir e te dar um pouco de empatia!
Queria ter uma bonequinha plus size, mas só tenho a Tinker Bell, que assim como a Mai, distribui amor e sorrisos.

Amor Plus Size conta a história da Maitê Passos, uma jovem de 17 anos e 110 quilos. Ela está no último ano do ensino médio e cada um de seus dias é uma luta. Ela precisa driblar o bullying por parte dos colegas, as pressões da idade, a falta de apoio por parte da mãe maluca por dietas... E não é só isso, ela está apaixonada por Alexandre, o mais gato da escola.

Mas nem tudo são pedras na vida da jovem: ela tem como melhor amigo o Isaac, que mora no apartamento abaixo do seu e é um fotógrafo de mão cheia, a Valentina e a Josi, que são do segundo ano, além do pai super legal e do irmão caçula Lucca, - melhor pessoa - de 10 anos.

Por causa de um trabalho de escola, a Mai finalmente trocará as primeiras palavras com Alexandre - lembrando que Maitê não tinha nenhum amigo na sala, logo ninguém falava com ela - o que a deixará com o estômago cheio de borboletas - e despertará a ira na Maria Eduarda.
Ah, a Maria Eduarda é quem puxava o bonde daqueles que humilhavam a Maitê. E a Duda era o "exemplo" de "garota perfeita": magra, popular, podia escolher quem namorava... Enfim, ela tinha tudo que Maitê achava que jamais teria. Só que o jogo vira, graças ao amigo Isaac, que lhe oferece uma proposta única, que Maitê nem sequer esperava.

Ser modelo. Modelo Plus Size. Ela poderia ser uma. E ela nem sabia que isso de ser modelo gordinha existia. E é nesse jogo de auto-estima, aprendizado, quebra de estigmas e preconceitos e muito empoderamento que Maitê nos dará uma linda lição, em que sim, é possível ser feliz sem precisar estar nos padrões.

Quando terminei a leitura, fiquei me perguntando se a Larissa tem noção do que ela escreveu. É mais que um romance, é um tipo de mantra que todo mundo deveria tatuar na testa, para não esquecer. Acho que eu não sou o público-alvo dessa obra, pois já tenho mais de 20 e não sinto nenhuma falta do Ensino Médio - aliás, ele é um grande borrão na minha biografia - mas, como já disse inúmeras vezes, a mensagem é o que me importa. E aqui, a mensagem é gritante.
Ela mostra que eu e você, que somos aparentemente comuns, podemos sim ser modelos ou o que quiser. Além disso, a Maitê nos ensina a nos aceitar como somos, afinal, se a gente não gostar de si mesmo, quem vai gostar? E é justamente isso que a Larissa mostra aqui. Mai, eu e você não precisamos vestir 38 para ser feliz. Podemos ser felizes vestindo 50. E não adianta falar que ser gordo é horrível, até porque, em dado momento da leitura, ela vai ao médico para manter sua saúde em dia. Ou seja, você pode ser feliz vestindo 50 e ter a saúde em dia, tem coisa melhor?

E, se por acaso, você não é gordo/a, tudo bem, a autora coloca vários personagens na trama que, de uma forma ou de outra, tem suas "imperfeições", e ainda assim, tá tudo bem, você pode conviver com isso, porque a sociedade precisa quebrar os malditos padrões de beleza, impostos sabe-se lá por quem. Ah, e não é só bullying e gordofobia são abordados, mais pro fim da trama, ela vai abordar justamente o oposto da gordofobia, que faz tão mal quanto o primeiro.
A edição da Verus tá tão linda *----* A capa está condizente com a premissa e no começo do livro tem um trecho da música Believe in Me, da Demi Lovato. E se a capa está linda e o livro não tem erros de nenhuma ordem, o autógrafo que ela escreveu para mim deixou o livro mais bonito!

Então, se o assunto é empoderamento, esse livro é uma ótima sugestão para compreender o tema e também querer ser amiga da Maitê, porque ela é muito linda! (e arrisco dizer que é um alter ego da Larissa)...
Único autógrafo possível.

41 Comentários

  1. A gente precisa aprender a se amar como se é, não como outros acham que a gente deve ser. Parece fácil, mas é difícil pra caramba. E requer tempo e maturidade para trabalhar isso quando não se encontra apoio e incentivo. Que bom saber que um livro leva esta discussão e reflexão para muitas pessoas que precisam dela. E fico feliz que você tenha aproveitado a leitura! Abraços!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Eu sou louca por esse livro, a autora teve perto da minha cidade esse mês e eu mandei uma mensagem falando que queria o livro, mas não tive retorno, então desisti.
    Mas adorei a sua resenha, um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Kamila, tudo bem?
    Eu conheci esse livro na Bienal desse ano, por meio da Bruna Camargo (do Papo de Estabte). Ela estava tão empolgada com o livro, tão feliz por ter pego um autógrafo da autora que eu fiquei super curiosa desde então.
    Acho que nunca li nenhum livro cuja protagonista fosse plus size, na verdade, mesmo quando as mocinhas fogem um pouco do padrão de beleza imposto pela sociedade (atual ou da época em que a história se passa), ela são magras e lidas de algum modo.
    Bullying é um assunto sempre compicado, né?! Quem pratica sempre acha que é uma simples brincadeira e se aborrece quando a vítma leva a sério demais. Por outro lado, nós sabemos o quanto as palvras machucam, né?! O quanto elas são poderosas.
    Eu mesma, nunca fui exatamente gorda, mas empre tive curvas demais para a idade. Ah, e não foi nada fácil, viu?! Eram tantos apelidos inconvenientes, tantas "brincadeiras" sem graça (e todas eu resolvia no tapa, porque sempre fui esquentadinha rs).
    Por sorte, apesar de me irritar, nunca levei a sério demais e acabei aprendendo a ignorar, mas não deve ser fácil quando isso é constante.
    Fico feliz em saber da profundidade desse livro, do fato de a protagonista dar a volta por cima e passar a se amar como ela é. Empoderar-se!
    Realmente, esse livro e essa história de amor próprio e aceitação deve ser muito mais lida. Eu já vou garantir o meu exemplar!

    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://www.confissoesfemininas.com/

    ResponderExcluir
  4. Hello!
    Nossa, me deu vontade de ler esse livro!!!
    Eu sou uma gordinha assumida e fiquei curiosa demais com esse livro.
    Ainda nao tinha lido nenhuma resenha e gostei da historia dessa.
    Ainda mais que tem sobre empoderamento, qdo tem esse assunto sempre me interesso mais.
    Amei a dica.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. Confesso que, inicialmente, ao ler sobre o tema, não tive muito interesse na obra, porém, lendo a descrição e os trechos da obra (e o modo como ela parece bem escrita) acabei mudando de ideia.

    ResponderExcluir
  6. Oie amore,
    Estou adorando essas literaturas novas que estão sendo publicadas voltadas para as pluz size, são tão boas quanto qualquer outras.
    O livro parece ser um amor e uma delícia de ser lido.
    Adorei sua resenha!
    Parabéns!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Eu tive o problema inverso, sempre me encheram por causa por ser magra demais, e isso só contribuiu para que eu ficasse ainda mais magra, tive disturbio alimentar causado por ansiedade e duas recaidas ao longo da vida. Mais interesante foi saber que com a minha foi igualzinho. Pior para nós que com essa altura de toquinho de amarrar jegue nunca seriamos chamadas para ser modelos.
    Acho que também já não sou mais o público do livro, mesmo porque já estou bem cançada desse negócio de bulling

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Ai que autógrafo mais lindo!!!
    Adorei saber um pouco mais sobre essa obra empoderadora, que traz à tona diversas discussões e reflexões sobre o bullying, autoestima, aceitar-se como é.
    Mai parece ser uma personagem cativante e que lindo o Isaac ajudar de forma tão bela ela se aceitar e enfim ela ter a noção de que não precisa estar nos padrões para ser feliz.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  9. Olá linda,

    Eu tenho a autora no meu Facebook e é ela é um berço de autoestima e força que exala pelas palavras dela e me enchem de ânimo e coragem para enfrentar as pessoas.
    Sofri bullying por ter sido gordinha na infância e depois por ser tímida e até por usar óculos.

    Vou atrás do livro para me empoderar mais.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Kamila, tudo bem?

    Então, pela sua resenha já percebi que super me identificaria com a Mai, mas precisamente seria inspirada por ela. Estou fora do padrão de beleza imposto pela sociedade e durante todo o meu Ensino Médio sofri muito por isso, o bullying era algo tão normal na minha vida, que chegou um momento que eu vivia reclusa e inventava qualquer desculpa para não pisar na escola. Ainda bem que aos poucos e com ajuda vi que não há problema algum em não vestir 36, até porque minha saúde está em perfeita ordem.
    Fiquei bastante encantada com a obra e de certa forma, a coragem da autora. Vejo muitos poucos livros tendo este assunto como tema central. Então, com toda certeza, lerei. Pois, uma injeção de auto estima é sempre bem vinda! Parabéns pela resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Kamila!
    Comecei a leitura desse livro ainda no ano passado e terminei por volta da virada de ano de 2017, e é realmente uma leitura incrível! Não apenas pelos assuntos abordados, mas pela forma leve mas ainda firme e séria com a qual a Larissa os inseriu na trama; a Maitê é uma personagem carismática, apesar de humana e cheia de defeitos bem como qualidades, e o Isaac é um amor à parte mesmo, haha! <3 Já havia lido outro livro da Larissa de que muito gostei também antes, Toda Garota Quer, mas esse conseguiu se superar, sem dúvidas!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir
  12. Oi Kamila!
    Não conhecia nem autora, nem livro, mas me apaixonei.
    Eu adoro os livros que retratam os abusos que as minorias sofrem (sofri bullying na escola, então...).
    Já adorei a Mai e ainda mais o Isaac, por valorizá-la e apoiá-la de uma maneira não linda.
    Bj

    ResponderExcluir
  13. Oi, Kamila
    Adorei saber que gostou ver os pontos positivos do livro. Confesso que estou conhecendo ele agora.
    Adora tramas em que trazem alguma crítica social ou mensagem de empoderamento. Afinal, somos mesmo todos comuns, independente do peso. Apesar de não ser o público alvo do livro também, por conta da idade, adorei a história e leria.

    ResponderExcluir
  14. OOi!
    Que resenha maravilhosaa!
    conhecia o livro pela capa, mas não sabia sobre o que se tratava a história, apesar do título. Parece mesmo ser uma história empoderadora e digna de tatuagem na testa. kkkkk Dica mais que anotada!

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Eu já li esse livro, e gostei muito dessa história.
    Além da narrativa ser bem leve, o romance ´muito fofo! Eu gostei bastante da leitura, e já indiquei para vários leitores sobre a história.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  16. Olá, Tudo bem?

    Ainda não tive a oportunidade de ler a obra, mas sua premissa sempre me despertou interesse. Uma coisa que você me esclareceu, e era justamente o que eu temia encontrar na leitura, e ainda bem que não tem, são os diálogos adolescente demais. A história me parece ser super cativante, e se tem um romance básico e fofo de plano de fundo, junto com assuntos importantes, já me ganham. Espero em breve poder conferir a história de Maitê e a escrita da Larissa.

    Beijos,
    Dai | Virando a Página

    ResponderExcluir
  17. Oiii!!!

    Eu adorei ler essa obra! Acho que não, a Lari não tinha noção do publico que estava atingindo e eu fico feliz por todas as resenhas positivas que leio para essa obra.
    A resenha está ótima!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  18. Oiê!
    Adorei esse livro! Dica mais do que anotada, apesar de, como você, não ser o público-alvo da obra, acho que ela é válida para todos nós! Realmente, parece ser mesmo uma história de empoderamento. Adorei!! =)
    Bjss

    ResponderExcluir
  19. Que livro lindo. Eu sempre vi ele é tinha uma ideia do que se tratava mas nunca tinha visto resenha. E adorei. Parabéns. Amei sua resenha.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oi Kamila.

    O livro parece ter uma abordagem bem legal, mostrando o que realmente importa na vida é a felicidade e não o padrão de beleza imposto pela sociedade. Realmente o livro merece uma chance de ler. Dica anotada.

    Bjos

    ResponderExcluir
  21. Preciso desse livro urgente!! Amo essas temáticas de desconstrução social, falou em emponderamento pode me chamar que eu vou!! Imaginar que todo esse enredo lindo e bem escrito, surgiu de uma escritora brasileira me deixa muito orgulhoso e feliz ^^, eu sofri muito bullying e conheço a liberdade de mesmo assim ser eu mesmo e isso é fantástico!! Já estou apaixonado pela Maitê <3 e tenho certeza que ela tem lições muito importantes para todos. Dica super anotada!! Beijos do Wes *_*

    ResponderExcluir
  22. Olá! Posso bater palmas? Que livro maravilhoso! Muitas garotas passam por isso e muitas levam essa marca para a vida toda! Um livro contando uma história tão legal e leva um mensagem tão boa, deve ser divulgado com toda certeza. A literatura tem esse poder de mudar e conscientizar. Parabéns pela sua resenha, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  23. Gente... Fiquei apaixonada por essa história. Preciso muito! Falou de plus, falou comigo! kkkk Não conhecia esse livro, e agora que eu sei que ele existe não posso viver sem ter ele na minha estante. Obrigada pela dica! Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  24. Ola Kamila lindona, estou doida para ler esse livro, pelos temas abordados e pelo visto a autora leva a mensagem certa a seus leitores e pessoas que passaram pelos fatos descritos. O temas abordados de uma maneira leve porém muito instrutiva com certeza vai auxiliar quem precisa. beijos adoro essa capa

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  25. Olá, tudo bem? Acho a capa desse livro encantadora e o tema abordado bem forte. Ainda não tive oportunidade de ler, mas espero mudar isso em breve porque assim como sua resenha eu vejo muitos elogios. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Olá Kamila,
    Esse livro tem agradado muitos leitores por sua mensagem que parece ser linda ao extremo. Gostei muito de conhecer suas impressões e achei legal, apesar de você não sentir falta do ensino médio, ter aproveitado a mensagem que a obra passa.
    Não consigo aceitar nenhum tudo de preconceito e acho que, se você é plus size e é saudável, deve continuar do jeito que você é, pois a saúde é a única coisa que importa.
    Espero ler esse livro logo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    Já faz um tempinho que vejo divulgação desse livro, e a capa e o tema são encantadores. O mundo é cheio de padrões absurdos, e sou á favor de que se você se sente bem, então ótimo! Amor próprio em primeiro lugar, amei a premissa do livro.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  28. Esse livro parece mesmo encantador! Só vejo comentários positivos sobre ele. É muito importante termos na literatura, historias com que os jovens possam se identificar e ser um apoio em situações como o bullyng, por exemplo.

    ResponderExcluir
  29. Oi, Kamilla!
    Esse entedo está super em alta. Temos discutido muito sobre as diferenças, spesar de ainda não termos achado uma solução para cuidar da intolerância de algumas pessoas. Mas, ver isso numa obra faz com que a gente continue buscando a liberdade e a igualdade. Muito lindo o tema. Tomata que muita gente se apaixone pela causa da Maitê!
    Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  30. hi baby, tudo bem? adoro livros que abordam personagens femininas empoderadas e esse parece ser um prato cheio para a tematica, eu já estava de olho nele agora com a sua resenha me animei ainda mais pra ler, parabéns

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  31. Olá, como vai?
    Gostei de como a autora trouxe o tema, em uma leitura que aprece ser divertida e muito fluida. Ela fez mais que um romance, fez um manual de que devemos nos aceitar como somos, seja gordo, homossexual ou outra situação. Parabéns pela resenha, foi muito bem escrita e desenvolvida.

    ResponderExcluir
  32. Olá tudo bem?
    Eu tô louca por esse livro desde a bienal, eh muito bom ler essas coisas que dão um animo! Amei e ainda autografado *_* beijoos

    ResponderExcluir
  33. No lançamento do livro eu fiquei curiosa mas ao mesmo tempo com um certo receio... Essa coisa de tocar em um assunto como a garota ser gorda me deixou bem preocupada se não iria cair em um esteriótipo, ou então esquecer alguns detalhes que desse margem para críticas - como o fator saúde. Sim, não é comprovado que ser gorda é sinal de ser doente (salvo aqueles casos realmente sérios, de pessoas que mal conseguem andar ou que já estão acamadas por causa do excesso de peso) e não de pessoas que usam tamanho entre 50-60. Que bom que aparece a personagem indo ao médico e que ela tem uma saúde boa. Isso e a questão de ela ser feliz e se sentir bem me deixa ainda mais empolgada em ler o livro. Sim, sua resenha me fez perder meus receios...
    Espero gostar da leitura :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  34. Oi
    que livro incrível! Para quem trabalha com adolescentes saber que livros como esse existem e estão no mundo pra ajudar os meus pequenos é uma maravilha! Livros que tratam do empoderamento de minorias é sempre muito bem vindo e espero ler esse livro em breve.
    Ps: meu ensino médio tbm é um borrão na mi há biografia!

    Talita - Viciados em Leitura

    ResponderExcluir
  35. Olá!
    Acho muito importante uma obra abordar esse bullying por pessoas gordas, porque sabemos que isso é mais comum do que as pessoas pensam. Adorei a sua resenha e fiquei morrendo de vontade de conferir esse livro, já que me identifiquei muito com a protagonista.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  36. Oi Kamila!
    Sou louca para ler esse livro. Também já passei um pouquinho dos 20 e não gosto muito de me lembrar do Ensino Médio, mas acho que esse tipo de livro em que diferentes versões de beleza sao apresentado são necessários para os nossos adolescentes.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  37. Oi Kamilla que resenha show!
    Eu conheci esse livro na bienal, mas não tinha ideia do que se tratava e acredito agora que eu realmente preciso lê-lo. Infelizmente a sociedade molda tanto a gente que o que é diferente parece ser errado e as vezes, por isso, ser diferente não é bom.
    Anotei a sua dica e pretendo ler sim essa obra em breve!!

    PS. Meu ensino médio tbm não foi a melhor fase da minha vida

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  38. Oiii
    Que proposta legal desse livro.
    Parabéns pela parceria.
    Bjoo

    ResponderExcluir
  39. Oii..
    Eu vi quando esse livro foi lançado e achei o máximo! A capa linda e o enredo bem chamativo. Do tipo que todo adolescente tem que ler pra aprender que todo mundo tem defeitos e que ser gordo não é nada demais, o que importa é se aceitar e se amar do jeito que vc é!
    A temática desse livro me lembrou Poder Extra G, também nacional, mas voltado ao público mais adulto (ou assim creio eu, já que ainda não li).
    Enfim.. Uma ótima leitura que eu pretendo ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir

Olá!!

Fortaleça este humilde blog, deixe seu comentário e seu link para eu retribuir sua visita!

Se quiser, entre em contato através do email resenhaeoutrascoisas@gmail.com :)